Projeto de Apadrinhamento é apresentado na Câmara

Projeto de Apadrinhamento é apresentado na Câmara

A ASSECACI recebeu na quarta, 10, representantes da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social para apresentar o Projeto de Apadrinhamento "Construindo Laços de Afeto e Cuidado", que objetiva que pessoas físicas ou jurídicas possam apadrinhar crianças e adolescentes institucionalizadas no serviços de acolhimento municipais. A pedagoga Daniele Henrique Peixoto explicou cada modalidade do apadrinhamento, dando ênfase ao afetivo, que normalmente gera mais dúvidas e, de fato, é mais complexo. Explicou que o período que a criança passa nos serviços de acolhimento, sem convivência com alguma estrutura familiar, acaba atrasando seu desenvolvimento biopsicosocial. O projeto visa preencher esta lacuna, proporcionando às crianças o convívio com outras pessoas, além dos cuidadores e demais crianças das instituições. No Aprisco Rei Davi, por exemplo, estão atualmente 23 crianças de 0 a 12 anos, sendo 8 delas com menos de 1 ano, e dispõe de 4 cuidadores por turno. "Imagina uma criança dando os primeiros passinhos ou aprendendo as primeiras letras dentro do convívio de sua família. Vai ter alguém lá incentivando, apoiando, todo o tempo. Em um abrigo, por mais que as crianças estejam sempre muito bem cuidadas, é difícil para a equipe dar atenção individualizada. Isto é o que muitas vezes atrasa um pouco o seu desenvolvimento, comparado com as outras crianças."

A pedagoga esclareceu que as pessoas podem aderir ao projeto conforme sua disponibilidade. Um prestador de serviços, por exemplo, é quem informa, ao se cadastrar, quando e como pode atender as crianças. Da mesma forma um padrinho provedor vai dizer como pode ajudar e não precisa, necessariamente, ter contato com o apadrinhado. "No caso do apadrinhamento afetivo é que é necessária a presença mais constante do padrinho na vida da criança", destacou Daniele. O preenchimento da ficha e a documentação pedida pela secretaria no momento do cadastro serve como filtro, para inibir que pessoas mal intencionadas tenham acesso às instituições.  

Caso algum servidor tenha interesse no projeto, procure a secretária da ASSECACI, Camila Reis, do setor de Comunicação da Câmara, que está com material de apoio sedido pela secretaria. 

Reiterando as informações:

Modalidades de Apadrinhamento

Padrinho Afetivo: é aquele fará visitas regulares ao afilhado, buscando-o para passar finais de semana, feriados ou férias escolares em sua companhia, proporcionando convivência sociofamiliar que produzam experiências gratificantes;

Padrinho Provedor: que dará suporte material ou financeiro à criança ou ao adolescente, seja com a doação de materiais escolares, vestuário, brinquedos, seja com o patrocínio de cursos profissionalizantes, reforço escolar, prática esportiva, idiomas ou contribuição financeira para alguma demanda específica do afilhado;

Padrinho Prestador de Serviços: profissional ou empresa que, por meio de ações de responsabilidade social junto às instituições, se cadastre para atender às crianças e aos adolescentes participantes do projeto, conforme sua especialidade de trabalho ou habilidade, apresentando um plano de atividades.

Quem pode apadrinhar?

-Ter idade mínima de 18 anos e residir em Cachoeiro de Itapemirim;

-Não ser postulante à adoção;

-Participar de avaliação psicossocial realizada pela equipe de execução do projeto de apadrinhamento (entrevista, estudo psicossocial, oficinas de sensibilização, orientações), que gerará relatório informativo.

-Pessoa física: apresentar cópias de Carteira de identidade, CPF, Comprovante de residência, comprovante de renda, certidão cível e criminal negativa dentro do prazo de validade, Fotografia recente e ficha cadastral preenchida;

- Pessoa jurídica: Carteira de identidade ou CPF do sócio majoritário ou diretor; CNPJ; Alvará de localização e funcionamento; ficha cadastral devidamente preenchida

Previdência

A Previdência Social é um direito de todo trabalhador. Conheça a legislação que rege o Regime Próprio de Previdência Social dos servidores da Câmara Municipal de Cachoeiro de Itapemirim, gerenciado pelo Ipaci.
Mais informações...